PROGRAMA FRENTE A FRENTE Especial Usina Serraria & O Borná de Teatro



de 8 à 25 de Dezembro de 2015
Rádio Princesa do Vale  1480 AM
das 7:15 às 7:45H

A convite do programa Frente a Frente o grupo O Borná de Teatro estará dialogando conosco hoje e durante a semana, sobre Cultura, Política, Comunicação e Mídia Livre,
são eles do Grupo O Borná de Teatro um dos ganhadores do prêmio de Mídia Livre do Ministério da Cultura com a iniciativa do Jornal-Zine ‘A Cacimba’, uma publicação independente, alternativa e revolucionária, nos dizerem dos próprios componentes.
E ainda durante a semana, nos programas seguintes contaremos com a presença de Itamara Almeida, Thiago Bernardo e convidados que estarão aqui no Frente a Frente dialogando sobre cultura, política, juventude e outros assuntos importantes.

1º DIA – TERÇA-FEIRA 8 de dezembro Mídia Livre!
Interlocutores - O Borná de Teatro :: Itamara Almeida, Thiago Bernardo de Franca, Yamara Santos e José Elias Avelino.

·       A proposta do Edital de mídia livre
·       O que é Mídia Livre
·       Premiação
·       Da iniciativa, do formato, do modo de produção.
·       Como surgiu?
·       Quais os assuntos abordados no Jornal A Cacimba Zine
·       Qual a importância da premiação para o grupo? Para Assu? Para o Estado?

Sobre o Prêmio Pontos de Mídia Livre:
O primeiro edital apoia iniciativas de comunicação compartilhada e participativa que busquem interatividade com o público, realizadas ou promovidas por coletivos culturais ou por entidades culturais. Trata-se da Terceira Edição do Prêmio Pontos de Mídia Livre, destinado a entidades e coletivos culturais que diretamente produzem e/ou apoiam iniciativas de mídia livre.
Foram selecionadas dez iniciativas de abrangência nacional, realizadas por entidades, e cada uma delas receberá R$ 100 mil.
Quanto às iniciativas de abrangência estadual, realizadas por coletivos culturais, serão um total de 25 e cada uma receberá o total de R$ 40 mil.
O mesmo valor será destinado a iniciativas de abrangência local ou municipal, realizada por coletivos e, nessa categoria, serão apoiadas 45 iniciativas.
As entidades ou coletivos culturais selecionados poderão ser certificados pelo MinC como Pontos ou Pontões de Cultura, caso desejem. 

 O que são iniciativas de mídia livre
Para efeito do edital, ele próprio conceitua mídia livre. São iniciativas que atendem aos seguintes requisitos:  
- articulam comunicação e outras áreas do conhecimento, a fim de agregar setores do Arranjo Produtivo da Cultura fazendo uso de suportes analógicos e/ou digitais; 
- não possuem financiamento direto e subordinação editorial a empresas de comunicação legalmente constituídas ou com vinculação partidária; 
- agregam e priorizam ações colaborativas e participativas, junto às comunidades atendidas, com atuação em rede na produção e difusão de conteúdo em formato livre por meio de diferentes suportes de mídia (áudio, imagem, texto, vídeo e multimídia); 
- utilizam ou estimulam a utilização e o desenvolvimento de licenciamentos livres que garantam a democratização do acesso aos códigos e conteúdos produzidos e o incentivo ao conhecimento e desenvolvimento colaborativo sobre as tecnologias utilizadas; 
- utilizam ferramentas livres para o desenvolvimento, criação, produção e adaptação de conteúdos visuais, gráficos, audiovisuais, textuais, de software, soluções e produções técnico-científicas; 
- contribuem para a ampliação e a diversidade das linguagens da comunicação social por meio da utilização de novas ferramentas e tecnologias; 
- estimulam a interação com o espaço público, utilizando a cidade como suporte para manifestações criativas, bem como intervenções que utilizam as diferentes possibilidades da inclusão digital a partir dos territórios, fortalecendo o direito à cidade e a apropriação cultural dos espaços públicos; 
- privilegiam a valorização da diversidade de expressões culturais e de compreensões do mundo, a tolerância e a pluralidade, promovendo a participação social, a cooperação e o compartilhamento de informação em diferentes mídias e por diferentes produtores/as de conteúdo; e
 - compreendem a cultura e a comunicação como elementos fundamentais para uma necessária ampliação dos direitos sociais e econômicos, com vistas à construção de uma sociedade mais justa e baseada em valores de igualdade, justiça, tolerância, respeito aos direitos humanos e à diversidade social, cultural, religiosa, étnica e de comportamento.


2º DIA – QUARTA-FEIRA 9 de Dezembro - Movimento Dá Licença, Coronéis !
Interlocutores – Itamara Almeida, Thiago Bernardo
Convidadas -   Jailma Lopes e Jovelina Santos

·       Falar do contexto em que surge o Movimento
·       Quais as reivindicações surgiram na época
·       Construção verticalizada
·       O que significou o Movimento para Assu

GUSTAVO - Ampliando a discussão do programa de ontem sobre Mídia Livre, como instrumento político, hoje temos aqui Itamara Almeida e Thiago Bernardo, juntamente com as convidadas
Jovelina Santos, professora da UERN departamento História
e Jailma Lopes estudante do curso de Direito pela UFERSA,

Ambas, estiveram na formação e construção do Movimento Dá Licença Coronéis e vieram para dialogarmos sobre a importância dessa ‘saída as ruas’ para a juventude e para a cidade de Assu.

Foi esse ‘movimento’ que possibilitou pensar hoje em ferramentas que dialoguem com as camadas populares da cidade
Como é o caso do Jornal-Zine ‘A Cacimba’, que nada mais é que a ampliação das discussões feitas na época do Movimento e feitas ainda nos dias atuais na Fanpage também do Movimento.

ITAMARA - Para situar: Em meados de 2013, acompanhando as manifestações nacionais a juventude de Assu construiu, de forma horizontal e participativa o Movimento Dá Licença Coronéis. As reivindicações giravam em torno de direitos básicos como educação, saúde, e a criação de um plano de mobilidade urbana, mas sobretudo o intuito do Movimento era discutir uma nova forma de se fazer política em nossa cidade, tão arraigada ainda de resquícios da política coronelística.
Depois de várias discussões, formações, reuniões e rodas de conversa o Movimento Dá licença Coronéis realiza no dia 4 de Julho de 2013 o I Ato Público no intuito de dialogar com a população Açuense e evidenciar as pautas elaboradas.

 GUSTAVO - Nesse sentido e, já passando a palavra para as convidadas gostaria de perguntar sobre a importância do Movimento para a História da cidade?

3º DIA – QUINTA- FEIRA 10 de Dezembro - Políticas Públicas à Juventude de Assu !!!
Interlocutores – Itamara Almeida e Thiago Bernardo de Franca
Convidados - Moacir Dantas (Conferencia Livre), Débora Almeida (Conferencia Municipal)

·       Falar sobre as conferências de juventude que aconteceu esse ano
·       Quais foram as pautas das conferencias
·       Qual a importância dessas conferências para a juventude de Assu
·       O que podemos perceber dessa nossa juventude
·       Quais as reivindicações
·       Quais as perspectivas de futuro para a juventude
·       Quais os próximos passos na construção de uma juventude mais atuante

Presentes:
Débora Almeida representante da I Conferência Municipal de Juventude
Thiago Bernardo representante da V Conferência Livre de Juventude

4º DIA SEXTA FEIRA dia 11 de Dezembro – O Espaço Público e as Políticas de Cultura !!!
Interlocutores: Itamara Almeida, Thiago Bernardo e José Elias Avelino
·       O que são Políticas de Cultura
·       Como devem funcionar
·       O Fomento Cultural na nossa cidade
·       Como dialoga o poder público com os artistas
·       Quais Espaços estão abertos a intervenções artísticas em Assu
·       O que fazer 


Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...